27 de out de 2009






Geralmente se diz que fé é acreditar em Deus.
Ou ainda que fé é acreditar que Deus tudo pode.
As duas definições, entretanto, nada nos acrescentam,
pois esse tipo de fé até mesmo o diabo tem.
Gosto da definição de Rob Bell: fé é acreditar que Deus acredita em você.
Essa foi a experiência de Pedroquando pediu que Jesus o chamasse para
andar sobre as águas. E Jesus o chamou, isto é, pronunciou uma palavra de ordem a seu respeito.
Pedro saiu do barco e caminhou sobre as águas.
Mas em dado momento prestou atenção no vento, e duvidou.
Começou a afundar e clamou por socorro:
“Senhor, salva-me!”
Pedro não duvidou de Jesus e nem de seu poder de salvar.
Então, duvidou de quê?
Duvidou de si mesmo.
Duvidou de que seria capaz de cumprir a palavra de Jesus pronunciada a seu respeito.
Fé não é acreditar que Deus tudo pode.
Fé é acreditar que “tudo posso naquele que me fortalece”.
Quem acredita que Deus tudo pode e nada faz,
tem fé sem obras, e fé sem obras é fé morta.
Hebreus 11 é chamado de “galeria dos heróis da fé”.
Ali estão registrados os exemplos de fé.
Não são pessoas que apenas acreditaram
em Deus ou no fato de que Deus tudo pode.
São pessoas que, porque acreditaram em Deus,
e no fato de que Deus tudo pode, deixaram sua zona de conforto
e se arremessaram a andar com Deus, obedecendo as ordens de Deus
e perseguindo as promessas de Deus.
Fé é acreditar que Deus acredita em você.

Ed Renee Kivitz